22.01.2014 Seja muito bem-vindo 2014!
O ano apenas começou e já deu indícios de que será um ano muito especial, dando um grande impulso no planejamento e cumprimento das metas.
Sempre que um novo ciclo se inicia, os sonhos e vontade de realizá-los são renovados e quando as chances começam com o pé direito é como se tivéssemos um motor no lugar do coração que não conhece limites e sonhar alto é totalmente plausível.
Eu e meu marido Sérgio Braga tivemos dias incríveis nas Bahamas, com muitos amigos queridos e feras do poker nacional que sempre ajudam a resgatar sentimentos que nos motivam para ação; “motivação” que muito embora seja algo de dentro para fora, os incentivos externos são muito importantes e isso é o que a comunidade do poker faz.
O PCA- Pokerstars Caribbean Adventure é o evento de poker mais desejado que um jogar possa sonhar em participar, seja ele pelo prêmio de $10,000,000 garantidos, seja ele pelo field mais difícil do mundo e portanto um grande desafio ou seja ele por estar no Atlantis Resort e Casino, que é uma espécie de ilha da fantasia onde tudo esta ao nosso dispor.
 
 
Poder novamente jogar o evento principal deste torneio foi muito gratificante e enriquecedor para mim, pois com o apoio do meu patrocinador Betmotion e do Sérgio, avancei até o terceiro dia do torneio.
Com um total de 1031 inscritos eu cai em 190, próximo do ITM (in the money) que era 151 e fiz tudo que podia fazer, mesmo com o baralho sendo cruel ás vezes e sabemos que isso faz parte.
Vi muitos brasileiros avançarem e mostrar o quanto temos jogadores talentosos, que naquele momento foi representado pelo meu amigo Fabio Freitas que ficou em 12º lugar, lembrando que no primeiro dia que jogou, ele chegou a ficar com apenas 1800 fichas do stack inicial de 30k.
Quanto aos eventos paralelos os brasucas fizeram bonito também com os feras Yuri Martins, Marcelo Mesqueu, Ariel Bahia, Piragibe entre outros que dão muito orgulho pra comunidade do poker.
Paralelo aos eventos de poker os desafios intensos agora seriam nos tobogãs, pois num deles tinham um relógio pra ver quem chegava primeiro na piscina, muito embora os gordinhos levassem uma certa vantagem a brincadeira estava valendo...
Assisti a palestra do Elky e Katchalov sobre a importância da atividade física no dia a dia de um jogador de poker e também assisti muito orgulhosa a palestra do Akkari com o Negreanu sobre negócios no poker.
Aliás, fiquei extremamente lisonjeada de poder fazer parte do curso do Akkari Team, onde participarei, com grandes jogadoras, de um treinamento de alto nível do nosso esporte da mente. Depois contarei tudo.
Bom é isso amigos, assim começamos os trabalhos em 2014.
Agora ansiosa para participar do maravilhoso BSOP de SP, onde poderei jogar os melhores torneios do Brasil e encontrar todos os amigos da comunidade do poker.
 
(0) Comentários | Deixe o seu comentário!
22.01.2014 Treinamento no QG AkkariTeam Day1

Oi turminha, tudo bem com vocês?

Espero que sim ;), pois estou muito feliz de reportar daqui do QG do AkkariTeam o Day1 de um intenso e promissor treinamento de poker com uma equipe muito capacitada, um ambiente super agradavél e a companhias de mais dez meninas que estão com muita vontade de aprender o nosso querido esporte da mente.

Hoje basicamente foi um dia de apresentações e divulgação da agenda do curso, o que de imedianto nos dá uma perspectiva muito bacana de tudo o que vai acontecer nos próximos dias que iremos respirar poker com todo o respaldo que precisamos para crescer e representá-los cada vez melhor.

Vou reportá-los diariamente de tudo o que vai acontecer por aqui e espero que vocês gostem.

É muito bom ver o brilho nos olhos das meninas diante de uma oportunidade maravilhosa como esta e mais uma vez agradeço ao Akkari pelo convite e o Léo (Betmotion) meu chefinho por todo o apoio e suporte.

#Mulheresnopoker

(0) Comentários | Deixe o seu comentário!
23.04.2013 O que aconteceu no BSOP- Foz do Iguaçu por Sergio Braga

Olá amigos do Poker,

Agradeço o convite Alê para escrever este post. A idéia é passar um pouco da experiência que passamos nas últimas semanas, que foram cheias de grandes emoções.

Tudo começou na véspera do embarque para Foz do Iguaçu, local da 2ª etapa do BSOP. Era madrugada da 6ª feira, dia 8 de março, e voltávamos de uma festa de aniversário de um grande amigo off poker. Estávamos conversando tranquilamente na Marginal Pinheiros e, ao fazer a curva no final do cebolão, já para entrar na rodovia Castello Branco, nos deparamos com uma pedra enorme, equivalente a dois paralelepípedos juntos, que ocupava quase toda a faixa da esquerda. Como havia um caminhão no lado direito e o guard-rail no lado esquerdo, a opção era passar em cima da pedra ou causar um acidente maior. Segurei firme no volante e passei por cima. O impacto na parte de baixo do veículo foi bem forte e assustadora, as luzes do painel começaram a piscar e imediatamente o câmbio parou de funcionar. Para evitar uma tentativa de assalto, deixei o carro rolar em ponto morto (estava na descida), até a frente da RedeTV, onde haviam vários seguranças. Pedi para a Alê descer rápido e fomos nos abrigar naquele local seguro.

Esperamos mais de duas horas para a chegada do guincho da seguradora e a esta altura já era mais de 4 horas da manhã. O nosso voo para Foz estava marcado para a manhã daquela 6ª feira. Para ser sincero, desanimei completamente com o plano de fazer a viagem. Naquele momento a minha preocupação era decidir qual a oficina levar o carro, verificar o estrago, o valor do orçamento e o tempo que o carro ficaria parado no conserto.

Quando voltamos para a casa, de táxi, falei para a Alê que não havia motivação da minha parte para viajar. Preferia ficar em casa para tentar resolver a situação do carro. Ela argumentou que a viagem toda estava comprada, tanto para Foz quanto para o Chile, e que, principalmente, havia o compromisso com o patrocinador, BetMotion.

Depois de muito pensar, resolvi que o melhor a fazer era o de deixar a questão do carro para ser acompanhada pelo corretor de seguros, e viajar com a Alê.

Nem dormimos naquela noite e fomos para Foz. Chegamos no hotel do evento na hora do almoço e dormimos a tarde inteira. O sono foi tão profundo que entramos no late do BSOP. O dia 1A não foi muito bom para nós, e então resolvemos engatar novamente no dia 1B no sábado a tarde. Aí as coisas começaram a fluir rapidamente. A Alê chegou a ficar com mais de 100 mil fichas, mas depois de perder muitas fichas com AKxAA, acabou caindo num coin-flip. Eu também consegui acumular um bom número de fichas, indo para o dia 2 com um pouco mais de 100 mil, quantidade acima da média. A maior parte do stack foi construído pegando blefes. É interessante como após estar aquecido e focado no torneio, é fácil pegar os tells de quem tenta roubar. O corpo e os olhos não mentem.

O dia 2 foi de altos e baixos. Ganhei alguns coin-flips, perdi outros, peguei blefes, acertei uma trinca lucrativa,mas no final do dia, quando decidiram encerrar antes da mesa final com 11 jogadores, eu tinha um stack de 480 mil fichas. Parece bastante, mas estava bem abaixo da média de 1,2 milhão e em penúltimo na classificação dos 11.

Todavia não desanimei. Sabia que os blinds ficariam congelados até a formação da mesa final, idéia excelente do DC e do Robigol, o que permitiria esperar o spot correto para shovar os meus 12bbs para conseguir dobrar.

Comecei o dia 3 (final) com otimismo e logo ví cair o que estava em último em fichas. Ficamos em 10, e eu em 10º. Na segunda volta consegui um AK no botão, shovei e recebi call do SB de excelente jogador Joel, que sabia que eu daria all-in com um range amplo no botão (algo como QT+, K7+, Ax, qualquer par). Consegui dobrar e eliminar o Joel, que havia perdido algumas fichas na mão anterior e tinha um pouco menos que eu.

Com esta eliminação chegamos a tão esperada mesa final. Com a quase dobrada, consegui ir para a FT em 5º em fichas, com aproximadamente 1 milhão. Na primeira ou segunda órbita cometi um erro que quase me custou o torneio. Estavamos em 8 (o Bauru havia acabado de ser eliminado), e fora de posição dei um 3bet no melhor player da mesa, o Ariel Bahia. O baiano é um experiente jogador, já jogou muitas horas comigo e sabe o meu estilo na mesa. O problema é que o 3bet foi pequeno demais, menor que um mini-raise, e ele insta pagou. Num flop 773 rainbow, flop difícil de ser acertado, eu fiz uma c-bet e ele voltou all-in. Eu tinha AT e era muito arriscado pagar. Sabia que ele poderia estar totalmente light, mas decidi não abraçar e foldei, perdendo metade do meu stack nesta jogada.

Coloquei a cabeça no lugar, pois voltei para 14bbs, e esperei o momento certo. Foi quando tive a facilidade de acordar com KK no BB após o raise do Paraguaio Horácio, excelente e agressivo jogador. 3betei shove e ele deu call com AK. A parada segurou e voltei para o jogo. Consegui ganhar vários potes dando raise pré-flop e aí paguei um all-in com TT de um player com cerca de 10bbs (com J9s), que ganhei. Com mais de 30bbs e sem o Ariel na mesa, que havia caído num cooler, comecei a me impor na mesa, fazendo muitas fichas sem showdown. Quando chegamos em 3 handed, realmente joguei o meu melhor e cheguei a ter mais fichas que os dois outros jogadores da mesa, que apesar de serem excelentes jogadores, provavelmente estavam preocupados com o prêmio. Infelizmente perdi um pote de all-in com AX x 78s do Julian, onde eliminaria o terceiro colocado e ficaria com 3x1 no HU. Com a perda da mão este jogador se fortaleceu e em seguida perdi outro all-in contra o outro jogador (Rafael), que se tornou o chip-leader. Em seguida o Rafael foi de All-in contra o Julian e ganhou. Entramos no HU, com o Rafael 3x1 em fichas. Ele jogou muito bem o HU e eu não resisti.

Fiquei muito feliz com vice-campeonato do torneio mais importante do Brasil, e super motivado para disputar o titulo de campeão brasileiro.

Outra coisa que me deixou muito contente foi ver a Ale fazendo simultaneamente a FT do 6-max, na mesa ao lado. Ela acabou caindo em 4º lugar. Foi um excelente resultado, considerando um field casca de 111 players.

Depois de tudo isto, ficou uma lição importante; a de nunca desanimar com os obstáculos que aparecem nas nossas vidas. O melhor jeito é contornar os problemas e seguir rumo aos objetivos.

Obrigado pelo prestígio e na próxima vou falar sobre o LAPT do Chile. Fique com o meu abraço e até mais.

 

 

 

(1) Comentários | Deixe o seu comentário!
23.04.2013 O sonho está mais perto do que parece

 

A World Series Of Poker (WSOP) é o palco onde os sonhos do jogador de poker podem se tornar realidade. Las Vegas é um lugar quase mágico para nós. Em outras modalidades esportivas, só uns poucos atletas têm a chance de participar de uma Copa do Mundo ou de uma Olimpíada. No nosso caso, o sonho está muito mais próximo. Sou prova disso.
Há oito meses, incentivada pelos amigos Guga, Beto da Lu e Lu, comecei uma jornada cujo único objetivo era a WSOP 2013. Ir para a ensolarada Las Vegas e disputar o maior evento de poker do mundo... 
Sim, meus amigos, eu consegui!
Depois de 16 etapas, disputadas desde agosto do ano passado até o dia 31 de março desse ano, há duas semanas, consegui minha vaga no satélite do Best Poker. Tive a felicidade de ficar em primeiro lugar logo na segunda etapa, o que me manteve motivada e confortával para jogar as seguintes.
E cá estou eu, feliz, planejando mais uma viagem à Las Vegas após ter conquistado esse grande passo em direção ao meu sonho. Só tenho a agradecer as coisas boas que vêm acontecendo na minha vida.
Hoje, vestindo a camisa de Team Pro BetMotion, fico ainda mais feliz por poder dar a chance de outras pessoas realizarem esse sonho. Quem sabe não seja você?
Os nossos satélites para a #WSOP2013 já começaram! São cinco pacotes garantidos para jogar o evento #54 da WSOP 2013. Isso mesmo, CINCO! 
Serão 11 etapas com buy-in de $50 ($25+$25), todo domingo. Os cinco melhores do ranking levam o prêmio.
A três primeiras etapas já aconteceram, mas como os quatro piores resultados são descartados, quem jogar esse domingo ainda tem mais dez etapas pela frente.

Confira o ranking, as regras e todos os detalhes no https://www.betmotion.com/poker/wsop-2013/default.aspx e realize seu sonho tambem!
 

 

(0) Comentários | Deixe o seu comentário!
Anterior 1 2 3 Próximo

Olá pessoal,
Aqui vocês poderão acompanhar minhas aventuras no mundo do Poker, seja durante as viagens praticando o poker ao vivo ou pela internet.
Sejam bem-vindos e por favor fiquem à vontade para interagir neste espaço.

Muito obrigada,

Ale Braga
Jogadora de Poker Profissional

22/01/2014
Seja muito bem-vindo 2014!
22/01/2014
Treinamento no QG AkkariTeam Day1
23/04/2013
O que aconteceu no BSOP- Foz do Iguaçu por Sergio Braga
23/04/2013
O sonho está mais perto do que parece
04/08/2012
WSOP 2012 Balanço Geral
30/05/2012
Shuffle up and deal!
08/03/2012
Feliz dia da mulher, guerreiras Poker Players!!!
13/02/2012
Planejando a WSOP
28/12/2011
Minha experiência no Venetian e Bellagio
23/09/2011
Matéria CardPlayer - Página Rosa (Barbarella)